Recuperação de Fissuras

Aqui vai uma sugestão rápida para restauração de fissuras em alvenarias. Cabe lembrar que o procedimento depende muito da avaliação técnica da fissura, bem como do tipo da causa do problema patológico.

a.1) Abre-se a fissura em forma de “V” de forma a apresentar, depois de aberta, 8 mm de profundidade e 10 mm de largura. Remove-se o acabamento numa faixa de 20 cm em torno da trinca, contados 10 cm para direita e 10 cm para a esquerda. Retira-se todo o pó da região;

a.2) Aplica-se uma demão farta de um produto fundo preparador de paredes, diluído na proporção de 1:1 com diluente à base de aguarrás, na trinca e nas faixas laterais. Aguarda-se no mínimo 4 horas;

a.3) Preenche-se a trinca com um produto especial selador de trincas. Faz-se o trabalho auxiliado por uma espátula, assim o produto ficará melhor compactado. Aguardam-se 48 horas e reaplica-se, esperando mais 24 horas para aplicar nova demão. Aguarda-se outras 24 horas para o próximo passo;

a.4) Aplica-se uma demão de um produto impermeabilizante acrílico diluído com 10% de água sobre a trinca e nas faixas laterais, deixando secar por 4 horas;

a.5) Estende-se uma tela de poliéster, de 20 cm de largura, sobre toda a trinca. Para fixá-la, aplica-se mais uma demão do impermeabilizante;

a.6) Faz-se o acabamento verificando antes se a superfície precisa ser tratada. São realizados os acertos necessários com massa acrílica ou massa corrida e aplica-se finalmente uma tinta acrílica ou de PVA.